segunda-feira, 4 de junho de 2007

A vida que começa

Breve história que Sargento Pimenta já contou, versão 2007.


Primeiro dia de 2007. Acordo quando todos acabam de ir para a cama. “Indisposição”, disse, sem pensar na desfeita a parentes e amigos. Algum comprimido e não me dei conta dos fogos, a não ser por aqueles do mundo dos sonhos que poderia percorrer.

Tenho a chave do carro sobre a escrivaninha e a mochila arrumada em silêncio no dia anterior. Uma música quarentona toca em minha mente. Sempre dizem que devemos começar um ano de forma diferente. Então pensei: “desta vez, vai.”

Antes de sair do quarto os músculos param. Esforço além do humano, mas sigo. Levanto sorrateira e confirmo: ninguém acordado. Melhor, pois olhar para o rosto de mamãe me faria desistir. Bilhete passando pelo vão da porta. O que sonham esses dois que deixo?

Saio e o sol do primeiro dia da vida é lindo. Sorrio.

E vou.

Música aqui:


Um comentário:

Paulo Cezar Filho disse...

Esse eu já conhecia. de outras bebedeiras. ao som de Stone Roses agora. mais tarde vou lá pegar o Sgt Peppers embaixo da escada...