quinta-feira, 14 de junho de 2007

Resguardo (opera rock)





Resguardo (opera rock)

Daqui acolá
Sabemos de cor é soterrado
Pode perecer peripécia soletrada
Bob, saca o passivo da barbie ?
Divinamente paspalho

Mirante de Santana
Libra de sangria mensal
Catatau, profissional da alfândega, curitibano arretado

Mimosa mecânica preparou o pé na nádegas
Cílios gigantescos e de origem duvidosa escafedesse
Ilusionista fixo no lance de trucagem por absoluta vontade

Um comentário:

Ramon disse...

Adestrador... saudades das coisa que não entendia de sua escrita... o mundo que não existe e nem pode se conceber... abz.